2012 — “conseguiremos prestar atenção aos entremundos? participar numa morna utopia”

“conseguiremos prestar atenção aos entremundos? participar numa morna utopia”.
PAIVA, José Carlos de,
Actas do IV CONGRESO de Educación Artística, Jaen, Spain, abril de 2012. (comunicação)


Resumo:
Sinto-me preso nas Universidades que frequento, na dificuldade de encontrar um espaço profícuo de produção de acção educativa e de produção de pensamento, atendendo ao devir que como professor/artista/investigador considero promissor e urgente. As Universidades tendem, no sufoco financeiro resultante dos acordos governamentais de Bolonha e às cedências às políticas governamentais de submissão aos interesses da mercantilização da sociedade e da especulação financeira, a acentuar opções estratégias de alinhamento no logro dos empreendedorismos, na utilidade dos saberes na linha directa das necesidades empresariais. O espaço para a ‘educação artística’ confina-se a um campo tolerado de incentivos e apoios diminutos, exigindo aos seus actores esforços desviados para a rentabilidade de suas acções e procura de sustentação financeira.
Neste espaço que vivemos das economias ‘submergentes’, a grande tradição eurocêntrica da cultura, desviada neste tempo de globalização de mercados e domínio hegemónico da cegueira das políticas gananciosa do capital financeiro, tende a fechar-se ainda mais sobre si própria, incapaz de se estender para a experienciação renovada do artístico e do educativo das sociedades ‘emergentes’.
A comunicação que se propõe, implica-se no esforço de numa isolada ilha do Atlântico (São Vicente — Cabo Verde) se fundar uma escola internacional de arte, desafiando este mesmo tempo universalmente partilhado.
Palavras-chave: educação artística, art, education, alteridade, político. Palabras clave: educación artística, arte, educación, alteridad, política.