‘Leão Lopes'


PAIVA, José Carlos de. ‘Leão Lopes' (2013) in, escena/cena caboverdiana, Casa África, Las Palmas de Gran Canária, 2013 Leão Lopes

São os ventos amenos que espalham a presença de Leão Lopes, por entre mares, e a produção implicada na construção de realidade social, que verdadeiramente permite entender a sua arte. Os pastores do Planalto Norte, a população de Lagedos, os estudantes de arte do 'M_EIA — Instituto Universitário de Arte, Tecnologia e Cultura' e os Mindelenses não o questionam, partilharam essa lentidão, observaram a inviabilidade aparente que espalha sua imanência criativa. O simples desenho, esquisso de ideia e registo de representação, a oralidade preenchida de conhecimento, as pinturas de terra e da pedra, o design do mais simples objecto utilitário à concepção global de projectos e mudanças, a arquitectura que mistura com o local, os materiais e os saberes ancestrais, a fotografia sempre presente, como o olhar que sabe dialogar com o ver e que regista o instante como se de uma demora fosse, e lhe sente a linguagem lida na escuridão do laboratório e no cheiro dos químicos, e o cinema, onde se espalham modos de entender a caboverdianidade como lugar deste tempo, deste mundo todo, possibilidade de aproximação aos Ilhéu e à Contenda, à pintura que mostra Bitu, e entender a largueza da história dos Últimos Contratados, e a escrita, que se move dos Claridosos ao contemporâneo, nos contos na investigação, e a política transversal, onde se realiza a sua cultura aberta, Alternativa, atenta, sensível, interventiva no social espaço de Atelier, Mar sempre Leão Lopes, 1948, ilha de Santo Antão em Cabo Verde. Professor universitário, doutorado pela Universidade de Rennes II, França, e diplomado em pintura pela Escola Superior de Belas Artes de Lisboa.